565 Views |  Like

Tenaz e perspicaz, é alerta, receptivo e inteligente. Jamais nervoso ou agressivo

Border Collie

Tenaz e perspicaz, é alerta, receptivo e inteligente. Jamais nervoso ou agressivo

 

Pode-se afirmar que o Border Collie, conhecido também como Cão de Tenerife, é indiscutivelmente considerado o melhor cão de pastoreio do mundo. Inteligente, viciado em trabalho intenso e muito dinâmico, sua personalidade é caracteristicamente alerta. Enérgico, trabalhador e inteligente, ele aprende rápido que, às vezes, é difícil ter desafios novos para ele.
De origem nórdica, chegou à Escócia durante as invasões vikings e, cruzado em seguida com pastores autóctones. O Border Collie deve seu nome à região de pequenos vales dos Border na fronteira entre Escócia e Inglaterra, onde a raça se desenvolveu graças aos pastores. Vários textos do século XVI já o mencionavam. Agricultores criaram suas próprias variedades individuais de cães pastores para as áreas montanhosas.
Um bom Border Collie pode ser o companheiro para uma vida toda, mas somente se ele estiver em sintonia com seu tutor criativo, que pode mantê-lo ocupado com brincadeiras para cães ou ensiná-lo a fazer tarefas em casa ou fazenda. Assim, se o dono estiver disposto a assumir uma liderança amorosa, treiná-lo de forma consistente e carinhosa, dar abundância de exercício e uma boa maneira de aproveitar sua inteligência considerável, então sim, o Border Collie pode ser bom para o dono. Uma das raças mais inteligentes, não se espere que um cão da raça fique feliz no quintal e aceite ficar preso enquanto o dono assiste a TV. Essa é uma das maneiras de deixar o cão entediado, o que vai levá-lo a latir e se tornar um destruidor ao invés de um cão calmo, bem comportado, companheiro e leal, como você pensou. O cão também é conhecido por ser altamente sensível aos comandos de seu tutor e está sempre atento a cada sugestão de comando.
Como a maioria das raças de pastoreio que têm uma tendência forte de proteção inata, o Border Collie pode ser cauteloso com estranhos. Socialização precoce e frequente é essencial para impedi-lo de tornar-se tímido ou agressivo na presença de pessoas que ele não conhece. Ele também é altamente sensível ao som, e pode desenvolver fobias de ruído, especialmente se não está acostumado a ruídos altos ou inesperados. No lado positivo, ele é um excelente cão de guarda e sempre vai alertá-lo sobre qualquer coisa ou pessoa fora do comum.
O nome Border Collie não entrou em uso até depois da Primeira Guerra Mundial, mas, hoje, é reconhecido como premier sheepherding dog. A raça foi reconhecida pelo American Kennel Club em 1995.

Guia de raças

Veja os principais atributos da raça:

 

Raça: Border Collie

Grupo: 9 – Cães de pastoreio

Função: companhia e pastoreio

País de origem: Reino Unido

Temperamento: tenaz, perspicaz, alerta, receptivo e nunca agressivo

Pelo: são duas variedades: moderadamente longa e lisa. Em ambas, a pelagem de cobertura é densa e de textura média, subpelo macio e denso, fornecendo boa proteção contra intempéries. A cor mais comum de pelo é a preta com manchas brancas no rosto, pescoço, pés, pernas e ponta cauda, com ou sem castanho. No entanto, ele pode ser bicolor, tricolor ou cor sólida, exceto branco.

Peso: varia entre 13kg a 20kg

Altura: varia entre 45cm a 55cm

Compartilhar isso

Comentário

Comentários