656 Views |  Like

Rottweiler

Poderoso e corajoso, com forte instinto protetor, ele é versátil e particularmente resistente

Da Redação

Também conhecido como Rottweiler Metzgerhund, Rott, Rottie, o cão pode ser tanto um gigante gentil e maleável, quanto um guarda intrépido e feroz. Muito leal, calmo e alerta, além de um companheiro maravilhoso, o Rottweiller precisa de trabalho e atividade, para ser verdadeiramente feliz.
Sua aparência é uma das mais reconhecidas do mundo canino e sua vontade de proteger a família, assim como sua força física, não devem ser subestimadas. Bem receptivo ao adestramento, seu treinamento deve começar desde a mais tenra idade, principalmente focando na socialização com as crianças, estranhos e animais e, como todos os animais, se estiver entediado física ou mentalmente poderá desenvolver comportamentos destrutivos. O cão é muito territorialista e não vai permitir que estranhos entrem em sua casa ou propriedade, a não ser que os donos estejam presentes; alguns, inclusive, não deixam entrar até mesmo as pessoas que conhecem, se o proprietário estiver ausente. Com tendência a engordar, sua comida deve ser regrada, havendo necessidade diária de se exercitar.
Para o cinólogo Strebel, o Rottweiler é tipicamente alemão e descende do Boiadeiro da Baviera. Para outros ele é oriundo dos Mastins, introduzidos na Alemanha, por invasores romanos. Robusto e bem musculoso, com estatura bem proporcionada, que lembra a força, a flexibilidade e a resistência, na Idade Média ele era muito difundido nos cantões suíços de Argóvia e de Schaffhouse, assim como na região de Rottweil, até então centro muito frequentado por mercadores de gado, que confiaram ao Rottweiler a tarefa de vigiar ao mesmo tempo os rebanhos e a vida deles, já que muitas vezes transportavam grandes quantias de dinheiro, sendo alvos perfeitos para os bandidos. A cidade abrigava também uma importante corporação de açougueiros, que adotaram o Rottweiler, então apelidado “cão açougueiro”. Além de proteção, eles também puxavam carrinhos, entregavam carne e leite para os clientes.
Com a chegada dos veículos motorizados, o número de Rottweilers decresceu bastante. Felizmente, amantes da raça na Alemanha e em outros países fizeram questão de investir na raça e impedir seu desaparecimento, principalmente devido à ética de trabalho e natureza protetora. Durante a Primeira e Segunda Guerras Mundiais, ele ganhou novamente atenção e trabalhou para as Forças Armadas alemãs e, em 1966, a raça foi definitivamente fixada e reconhecida.
Hoje, o Rottweiler está no 11º lugar entre as raças registadas pelo American Kennel Club. Em 1990, eles ocupavam o 2º lugar das raças mais famosas na AKC.

Guia de raças

Veja os principais atributos da raça:

Raça: Rottweiler

Grupo: 2 – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços

Função: cão de guarda

País de origem: Alemanha

Temperamento: Leal, alerta, receptivo e particularmente resistente

Pelo: rijo, comprimento médio, tosco, denso e assentado. Nos posteriores o pelo é um pouco mais longo. O subpelo não deve ultrapassar o comprimento da pelagem externa. A pelagem é preta, com marcações bem delimitadas numa rica coloração de castanho nas faces, focinho, garganta, peito e pernas, bem como acima dos olhos e sob a raiz da cauda. Com sua pelagem dupla, ele normalmente solta pelo moderadamente durante o ano. Uma ou duas escovações por semana são suficientes para manter o pelo e pele saudáveis.

Peso: varia entre 46kg a 50kg

Altura: varia entre 56cm a 68cm

Compartilhar isso

Comentário

Comentários