357 Views |  Like

ENGRAMA (Energia Transformacional)

– Poxa, Claudinei: você faz mesmo o que fala, que mudanças na revista! Parabéns!
– Obrigado, espero que você realmente tenha gostado. De qualquer forma a sua crítica será sempre bem-vinda, porque, na realidade, este foi apenas o início do processo de mudanças.
A propósito é sobre isto mesmo que eu quero falar com você neste artigo, ou seja, o interativo da mudança.
– Pera aí, Claudinei! Eu já tinha entendido tudo, agora você já vai querer complicar.
– Não, apenas demonstrar como é interessante o “efeito catalisador” ou o famoso agente externo que originou o empurrãozinho responsável pelo início da mudança. Exemplificando, é aquele gatinho que ao atravessar a rua pode provocar um acidente num carro e drasticamente mudar a vida de seus ocupantes, ou aquele, num momento não oportuno, que pode desencadear um processo de destruição de uma família, e por aí afora.
Mas, chega de desgraça, o importante é relembrar que sempre, mas sempre mesmo, existirá um agente externo responsável pela mudança.
– Mas e daí, Claudinei, eu já sei tudo isso, onde está a complicação costumeira?
– Parece que você está com alguma aversão comigo, porque a ideia é descomplicar e não complicar.
– Ah, já sei! Você quer alguma palavra diferente, certo?
– Claro, sempre se guarda uma surpresa para o final. No entanto, não existe nenhuma surpresa desta vez, o que eu quero é que você entenda que depois que o processo de mudança teve início torna-se muito difícil detê-lo e nem sempre um outro agente externo consegue fazê-lo. Então, o que fazer? Vamos tirar proveito, como devemos fazer em tudo o que acontece na vida; perceba como é gostoso sentir a energia da transformação, que é aquela que nos motiva a continuar mudando. Vou dar outro exemplo, que já deve ter acontecido com você; aposto que um dia você acordou e disse: “Bem, hoje vou arrumar a gaveta do guarda-roupa” e, quando se deu conta, já tinha arrumado seu guarda-roupa inteiro. Estou certo?
Da mesma forma, sempre peça alguma coisa para quem não tem tempo e ele sempre achará um tempo de fazer.
Essa energia é tão importante que ela já é até medida e a unidade que a representa chama-se “ENGRAMA”, o que quer dizer que, quanto maior o número de Engramas, maior será a motivação transformacional.
– Sabia, Claudinei, que viria algum palavrão!
– Desculpe, sempre aparece alguma novidade quando se começa a escrever um artigo.
Conforme já disse devemos tirar partido de tudo o que nos acontece na vida, seja bom ou ruim, mesmo porque este conceito de bom e ruim é muito relativo e o que é bom para um nem sempre é bom para outro. O melhor exemplo é que quando você fica doente é ruim para você, mas bom para o médico; contudo, isto é assunto para outro artigo. O melhor proveito que podemos usufruir num processo de mudança é que automaticamente se abrem outros caminhos de mudança.
– OK! Entendi tudo. Mas, Claudinei, qual é a melhor hora para mudar?
– Boa pergunta. Acredite ou não, a melhor hora para mudar é quando pensamos que não se precisa mudar, o que vem contra o dito popular que diz que em time que está ganhando não se deve mexer.
– Como assim, Claudinei? Explique melhor.
– A teoria é extensa, mas vou procurar explicar com apenas um exemplo: o maior índice de acidentes de moto acontece quando o piloto domina a sua máquina, (alcança o sucesso sobre ela); então, o excesso de segurança faz com que ele relaxe e deixe de prestar atenção nos perigos e as consequências podem ser fatais. Daí o motoqueiro esperto está sempre trocando de moto.
Claro que para tudo existem exceções, mas, nos paradigmas atuais – segundo Marilyn Ferguson -, o trabalho é um veículo de transformação e se você persistir em continuar fazendo o que sempre faz não espere obter resultados diferentes.
Espero ter dado um pouco mais de subsídios sobre este fascinante tema chamado Mutação ou Transformação, que é a ideia básica do Universo e da própria vida e, consequentemente, inesgotável. Quero encerrar com uma frase de BUDA: Alcance você mesmo a sua salvação. Não dependa dos outros, e tenha certeza que você estará Vivendo Melhor.

Boas mudanças e um forte abraço.

Claudinei Luiz

Compartilhar isso

Comentário

Comentários