116 Views |  Like

De olho nas simpatias…

Já adentrando o mês de fevereiro e passada a euforia da virada do ano, acredito ser este um bom momento para questionar se as simpatias praticadas já começaram a funcionar.
Conforme disse no editorial passado, todas as simpatias são válidas, desde que você acredite nelas; contudo, não espere grandes milagres se você não for conivente com o universo. Dentre todas elas, talvez a que depende mais de você e que eu chamo de “a simpatia das simpatias” é aquela que você faz traçando um plano de metas. Você fez?
– Mas, Claudinei, por que esta simpatia é melhor e do que depende?
– OK, deixe-me explicar utilizando o seguinte conto, extraído do livro Frases, Dicas e Histórias Maravilhosas, de José Orlando Nussi.
“Era uma vez um cocheiro que dirigia uma carroça cheia de abóboras. A cada solavanco da carroça, ele olhava para trás e via que as abóboras estavam todas desarrumadas. Então, ele parava, descia e colocava-as novamente no lugar. Mal reiniciava sua viagem, lá vinha outro solavanco e…tudo se desarrumava de novo. Então ele começou a ficar desanimado e pensou: ´jamais vou conseguir terminar minha viagem! É impossível dirigir nesta estrada de terra, conservando as abóboras arrumadas!
Neste momento em que estava pensativo, uma outra carroça, cheia de abóboras, o ultrapassou e ele observou que o cocheiro seguia em frente e nem olhava para trás e que as abóboras que estavam desarrumadas organizavam-se sozinhas no próximo solavanco. Foi quando ele compreendeu que, se colocasse a carroça em movimento na direção do local onde queria chegar, os próprios solavancos da carroça fariam com que as abóboras se acomodassem em seus devidos lugares”.
– E aí meu amigo leitor, entendeu a metáfora? – Se não, aqui vai uma mãozinha: a palavra chave é movimento, não espere milagres, faça-os acontecerem. E lembre-se sempre: Quando paramos demais para ficar olhando os problemas, perdemos tempo e nos distanciamos das nossas metas.

Forte abraço e boa leitura.

Claudinei Luiz

Compartilhar isso

Comentário

Comentários