19.3 C
Santo André
17 abril,2021, sábado
Home MercNews Destaque do Mês Pedro Cia Junior fala dos desafios à frente da ACISA

Pedro Cia Junior fala dos desafios à frente da ACISA

Reeleito em janeiro último para o triênio 2021-2024, o advogado e empresário Pedro Cia Junior está desde março à frente da Associação Comercial e Industrial de Santo André, para cumprir seu segundo mandato.

Diretor do Colégio Arbos, e ligado à entidade desde 1997, Cia, que iniciou sua primeira gestão dando continuidade ao trabalho desenvolvido pela Diretoria anterior, desde março de 2020 – início da pandemia – vem provocando uma ‘revolução’ na ACISA, com o objetivo de atender ainda mais e melhor seus mais de quatro mil associados.

Nesta entrevista ele fala de transformação digital da entidade, dos muitos serviços que desde então vem implementando com sua Diretoria, dos desafios atuais e de suas bandeiras neste novo ciclo que se inicia. Acompanhe.


Da Redação

MercNews – O senhor acaba de ser empossado para um segundo mandato à frente da ACISA, em meio a uma pandemia, num cenário sem precedentes. Mas, até este momento, que balanço o senhor faz de sua gestão anterior, ainda que há um ano já convivemos com a covid-19?
Pedro Cia Junior – Em 2020, todos fomos surpreendidos com a pandemia e diante de tantos desafios, a primeira ação da ACISA foi munir os empresários com o máximo possível de informações para que a tomada de decisões fosse a mais assertiva possível. Intensificamos e ampliamos nossos meios digitais de comunicação com detalhes sobre decretos e medidas provisórias vigentes; elaboramos informativos sobre os protocolos de biossegurança e disponibilizamos materiais de orientação para serem impressos e fixados nos estabelecimentos comerciais, além de ofertas de linhas de crédito. A entidade promoveu lives orientando e dando dicas de como utilizar o delivery e o e-commerce para auxiliar nas vendas e também sobre a utilização das ferramentas do marketing digital. Como forma de promover a capacitação e atualização sobre os variados temas no universo corporativo, em meados de abril do ano passado, a ACISA criou a Academia de Negócios e Inovação, em parceria com várias instituições acadêmicas e representativas de classe, como Instituto Mauá de Tecnologia, Fundação Santo André, Senai, Ciesp, OAB, Sesc, USCS, Sebrae, UFABC Júnior, Sehal, Sesi, Coalizão Digital ABC, Aescon, Sincosa e CRA-SP Educa. Por meio da Academia de Negócios e Inovação, o empreendedor tem acesso a vários cursos gratuitos, palestras e lives com profissionais que compartilham expertises dos mais diferentes segmentos de atuação nos setores produtivo e comercial. A entidade também criou o Programa ABC que dá Certo, como forma de destacar histórias de sucesso de empreendedores e empresas do Grande ABC. A Associação Comercial e Industrial de Santo André promoveu ainda novas ações judiciais coletivas, campanhas específicas para incrementar o comércio local por meio do Show de Prêmios, Compre em Santo André e Prestigie seu Bairro e Vote pelo Grande ABC, decoração e show natalinos, participação no Bureau de Serviços Tecnológicos, Meeting Empresarial, Rodadas de Negócios, City Book e apoio ao Centro Logístico Campo Grande. Em 2020, a ACISA também lançou seu APP, atendimento remoto e com agendamento eletrônico, revista digital, Guia Empresarial virtual, Certificado Digital por videoconferência e consultas online e por WhatsApp.

MN – Ao longo do tempo, a ACISA conquistou mais de quatro mil associados ligados à indústria, comércio e serviços. Neste momento excepcional o senhor tem estimativa de quantos empreendedores e empresários, especialmente micro ou pequenos, perderam ou estão em vias de perder seus negócios em função da pandemia?
PCJ – Não temos essa informação específica, mas infelizmente, sabemos que são muitos os que ficaram e ficarão pelo caminho. Necessitamos com celeridade de medidas que efetivamente ajudem esses empreendedores com o objetivo de minimizar tal impacto.

MN – Face a esta situação, o que muda para a ACISA daqui para frente? O que a Associação está fazendo agora de mais relevante para ajudar seu associado?
PCJ – A ACISA tem sido interlocutora junto aos órgãos competentes para que viabilizem medidas emergenciais para postergação de pagamento de alguns impostos municipais e rápida aprovação do Refis. Tem se posicionado totalmente contra qualquer tipo de aumento de impostos e de medidas arbitrárias impostas aos empreendedores que tirem o seu direito de trabalhar, mesmo seguindo todos os protocolos de biossegurança. A entidade continua mantendo reuniões com prefeito, secretário de Desenvolvimento Econômico, secretário executivo do Consórcio Intermunicipal, associações comerciais do ABC e outras entidades empresariais na busca por soluções conjuntas para a crise econômica.

MN – Ainda em sua primeira gestão o senhor deu início ao trabalho de transformação digital da entidade, para que os associados contassem também com esta ferramenta para acessar serviços e produtos oferecidos pela Associação, e que acabou se tornando fundamental no dia a dia de todos. Na sua opinião, depois que tudo isto passar, a vida voltará ao normal, ‘ou quase’, ou as pessoas continuarão a usar somente este recurso, como acontece agora, sem ou com um mínimo de contato presencial?
PCJ – A ACISA continuará disponibilizando o atendimento pessoal e virtual aos seus associados, haja vista que obtivemos resultados bastante satisfatórios, além de proporcionar maior comodidade aos nossos associados. Acredito também que o home office é uma tendência que chegou para ficar em vários segmentos, mas acredito que teremos uma atuação de forma híbrida e essa acomodação se dará naturalmente, de acordo com a necessidade de cada empresa.

MN – A ACISA neste momento constrói um prédio junto à sede. Há previsão de conclusão das obras e o que ele abrigará?
PCJ – A ACISA está na fase final da reforma do Centro de Capacitação e Negócios, localizado em prédio anexo ao estacionamento. O local contará com elevador, espaço colaborativo (coworking), salas para locação, auditório e um estúdio para gravação de palestras, lives ou treinamento virtual de funcionários. A inauguração deverá ocorrer ainda no primeiro semestre deste ano. Também estamos finalizando a reforma do Espaço Empresarial, no piso térreo da entidade, que centralizará toda a área de atendimento aos clientes, com maior comodidade e acessibilidade aos empresários que precisam dar entrada ou retirar documentos na Junta Comercial, bem como emissão de certificação digital.

MN – Independente de pandemia: quais são as suas bandeiras nesta nova gestão que acaba de se iniciar?
PCJ – Para a gestão 2021-2024, a Diretoria Executiva pretende dar continuidade ao trabalho desempenhado nos últimos três anos, com destaque para a transformação digital iniciada em 2020 – fundamental para atender às necessidades dos associados e melhoria da competitividade. Na agenda, ainda consta a tarefa de trabalhar firme para que o Grande ABC possa eleger mais deputados estaduais e federais para representar e defender os interesses locais da classe empresarial; manter e estabelecer parcerias a fim de agregar mais esforços à classe produtiva, além de continuar reivindicando a vinda do metrô para o ABC, instalação do parque tecnológico, melhorias da Avenida dos Estados em toda sua extensão e incentivos para aumento da competitividade do atual parque produtivo instalado. Continuaremos atentos às necessidades de nossos associados e sempre defendendo os interesses da classe empresarial que tanto trabalha para a geração de empregos e renda e desenvolvimento econômico.

MN – Na sua opinião, quais serão seus maiores desafios?
PCJ – Nosso maior desafio é poder atender ao máximo às necessidades de nossos associados e não associados. Para isso, continuaremos trabalhando com pesquisas e informações cada vez mais assertivas, visando sempre ao desenvolvimento econômico e social da nossa região.

MN – ACISA e Consórcio Intermunicipal ABC estão mantendo alguma parceria especial neste momento? Aliás, a ACISA mantém participação em muitos e diferentes Conselhos, no município. Como o senhor define a representatividade da Associação?
PCJ – Hoje temos representantes em cerca de 22 Conselhos Municipais e isso mostra nossa força e importância para continuarmos defendendo os interesses da classe empresarial.

MN – Por fim: as eleições de 2022 estão praticamente chegando. Está em seus planos a continuidade da campanha Quem é do ABC Vota pelo ABC?
PCJ – A Campanha Quem é do ABC Vota pelo ABC será sempre a bandeira da ACISA, pois a sociedade civil tem que se conscientizar que a nossa região precisa de mais representantes nas esferas estadual e federal para brigar pelas necessidades e trazer novas benfeitorias para a região, uma das mais importantes do Estado.

 

- Advertisment -

Most Popular

Governo paulista anuncia fase de transição, reabre comércio e permite cultos em SP

Medida vale a partir de domingo (18), inclusive no Grande ABC. A partir do dia 24, restaurantes, salões de beleza e academias também poderão...

Prefeito Orlando Morando recebe visita do novo comandante da PM no Grande ABC

Durante o encontro com o coronel Gilson Hélio, chefe do Executivo  reafirmou compromisso de intensificar ações integradas entre a GCM e a Polícia Militar. O...

Paulo Serra se torna vice-presidente de Finanças Públicas da Frente Nacional de Prefeitos

Prefeito de Santo André foi eleito nesta quinta-feira em reunião virtual da entidade.   Aumentando seu protagonismo no cenário nacional, não apenas como referência no combate...

Santo André cria lei e condomínios têm o dever de comunicar maus-tratos a animais

De autoria da vereadora Dra. Ana Veterinária, medida é batizada de Lei do CÃOdomínio. Síndicos ou administradores de condomínios residenciais e comerciais de Santo André deverão...

Recent Comments

Open chat
1
Olá 👋
Podemos te ajudar?